Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘ART’


O tema da sustentabilidade é cada vez mais debatido, seja online, em tertúlias de esplanada, em casa com os amigos, com a família e até mesmo em contexto laboral. No entanto há uma sensação comum e paralisante que é um misto de desespero, angustia e desorientação quando se passa para a fase de: o que é que se pode fazer para melhorar a situação, ou pelo menos não estragar mais? Todas as respostas parecem recair sobre a grande responsabilidade dos governos, das empresas, do sistema económico mundial, da globalização, etc etc etc. Não descurando a efetiva responsabilidade que estes elementos têm, não podemos simplesmente deixar-nos ficar no nosso canto lamuriando por “ ninguém” fazer nada para que esta Terra onde todos vivemos, este estilo de vida que todos temos, seja mais sustentável. Assumir essa postura é tão simplesmente desistir e assumir que o facto de sermos cidadãos não nos confere quaisquer direitos nem deveres. Cá em casa esse conceito de cidadania não existe! Por isso, e para demonstrar que todos temos um papel, decidimos começar a registar todas as alterações que foram sendo feitas nos nossos hábitos de consumo, nas nossas rotinas, enfim, na nossa vida em geral, desde que tomámos consciência que todos dias, pelas nossas ações, temos tanto impacto e responsabilidade como os tais grande agentes e instituições a quem é tão fácil apontar o dedo.

Somos um casal perfeitamente normal, gostamos de viajar, gostamos de sair com os amigos, gostamos de ir ao cinema, ambos trabalhamos e ainda não temos filhos. O desafio desta “coluna semanal” é simplesmente ajudar-nos a tomar consciência, partilhar e descobrir novas formas de, sem abdicar daquilo que para nós é essencial (e veremos que há muito menos coisas essenciais do que poderíamos pensar), podemos tornar o nosso estilo de vida mais sustentável ambiental, social e economicamente. E agora, que o pontapé inicial foi dado, vão ter que esperar pela próxima semana para saber o que andamos a fazer 😉

Até para a semana!

Read Full Post »


Quem quer viver num prédio com vizinhos sem nome? E se precisar dalguma coisa? E um sorriso pela manhã? E o «bom dia» ou «boa noite»? É mais fácil se nos conhecermos, e não é nada de novo ou que dê muito trabalho…!
a E
Esta terça-feira pelas 21h00 ART* abre portas a uma noite de convívio e conversa sobre como pôr os vizinhos a falar – vamos receber alguns dinamizadores da iniciativa Prédios Que Falam.
a
Esta iniciativa foi lançada pela Marar, já dura há dois anos e durante a última semana de Maio vai voltar a acontecer, para celebrar o dia Europeu do Vizinho, 27 de Maio. O objectivo é pôr os vizinhos de cada prédio a conhecerem-se e apreciarem a presença uns dos outros.
a
Divulguem pelos vossos contactos, tragam amig@s, vizinh@s e, se for esse o espírito, algo para petiscar!

Vamos pôr os prédios a falar! Procuram-se dinamizadores!

Conheçam mais sobre a iniciativa em:
a



Read Full Post »


07e 08 de Maio de 2011 – Iniciativa de Transição Telheiras
Facilitador Maurício Umann

“Permacultura é um sistema de design que reconcilia as comunidades humanas com os imperativos ecológicos de um planeta vivo.”

Ben Haggard

A Permacultura é uma poderosa ferramenta de planeamento para que possamos atingir a sustentabilidade no Planeta Terra. Este Curso de Introdução à Permacultura oferece um despertar criativo para soluções práticas que podemos aplicar de imediato nas nossas vidas, seja no ambiente urbano ou rural.

Com slides, vídeos, jogos e exercícios interactivos, criaremos o ambiente para um fim-de-semana com muita partilha de informação, na companhia de gente que, como tu, quer assumir a responsabilidade pelo próprio presente e pelo futuro do planeta.

Neste dois dias teremos a oportunidade de conhecer melhor a Ética e os Princípios da Permacultura, aprender e aplicar os métodos de planeamento utilizados para a elaboração de um projecto de Permacultura e sentir a urgente necessidade de assumir a responsabilidade pela nossa própria existência.

Nas cerca de 12 horas deste curso iremos abordar e discutir, de forma criativa e positiva: energias renováveis, bioconstrução, solos, água e produção de alimentos. Iremos ainda conhecer um pouco da Permacultura que se faz em Portugal e no Mundo bem como nos iniciaremos no Movimento de Transição, na Permacultura Urbana, nas Ecoaldeias e nas Comunidades.

Os participantes receberão ainda um pequeno livro especialmente preparado para este Curso de Introdução à Permacultura com os conteúdos abordados, informações práticas e locais de interesse a visitar na internet. Receberão também um Certificado de Participação.

Facilitador:

Maurício Umann, Designer e Permacultor, é co-responsável pelo Projecto O FOJO
– Centro de Aprendizagem e Demonstração de Permacultura. Desde 2009 está a fazer o seu percurso para a obtenção do Diploma em Permacultura, no âmbito do qual está a implementar o Projecto O Fojo. Com a sua companheira e Permacultora, Filipa Santos, criou e implementou as “Experiências de Permacultura” e o Evento de Bioconstrução “Mãos na Terra”. Faz parte do colectivo de Designers de Permacultura PERMA D. Em 2010 participou num voluntariado no IPEC – Brasil.

2011 – Curso de Introdução à Permacultura, Iniciativa de Transição Linda-a-Velha, Formador
2010 – Evento de Biocontrução n’O Fojo Mãos na Terra 2010, como facilitador e participante, O FOJO – Centro de Aprendizagem e Demonstração de Permacultura
2010 – Permaculture Educators Course, com Annemarie Brookman (The Food Forest – Australia), Ecoaldeia de Friland – Dinamarca
2010 – Transition Iniciatives, com Lars Keller (Friland Ecovillage – Dinamarca) e Paul Hendriksen (Transition Town Deventer – Holanda), Ecoaldeia de Friland – Dinamarca
2007 – Curso de Ecovilas – Design e Implementação, com André Soares e Lucy Legan (IPEC – Instituto de Permacultura e Ecovilas do Cerrado – Brasil), Herdade Do Freixo do Meio, em Portugal
2005 – Curso Certificado de Permacultura (1 mês), com Richard Wade e Inês Sanches, Instituto de Permacultura Monstsant, Espanha
2005 – Workshop de Facilitação, Decisões por Consenso e Resolução de Conflitos, com Ulises (Facilitador Profissional e Director da Red Ibérica de Ecoaldeas), em Espanha
2004 – Curso de Agricultura Biológica, Espanha

Tópicos gerais do Programa:

Energia, recursos naturais, economia, degradação ambiental e alterações climáticas
Notas históricas sobre a Permacultura
Ética e Princípios da Permacultura
Zonas e Sectores
Padrões Naturais
Biodiversidade
Água, solos e climas
Método de Design em Permacultura
Bioconstrução e Bioclimática
Ecoaldeias e Comunidades
Permacultura Urbana
Movimento de Transição
Filmes, jogos, slides e exercícios práticos (observação, análise e projecto)

Onde?

O curso decorrerá nas instalações da ART – Associação de Residentes de Telheiras, em Lisboa, que fica AQUI.

Morada: Rua Professor Mário Chicó, nº 5, Telheiras, Lisboa

Quando?

O curso decorrerá nos dias 07 e 08 de Maio de 2011.

Os participantes deverão chegar no máximo às 8:30 da manhã para acreditações e para um chá ou café com bolinhos. O curso decorre das 9:00 às 17:30, e terá ainda a projecção de um Filme no Sábado, dia 07, pelas 18:00 e, neste dia, as actividades encerram, oficialmente, as 20:00. No Domingo, dia 08, iniciaremos novamente as 9:00 e terminaremos as actividades propriamente ditas pelas 18 horas. Neste dia, as
actividades encerram, oficialmente, as 20:00. Estão programados intervalos na parte da manhã e na parte da tarde bem como 1h30 de intervalo para os almoços.

Alimentação:

A organização deste curso pretende que esta seja uma experiência rica a todos os níveis! Incluímos assim duas refeições (os almoços) biológicas elaboradas com preceitos da cozinha macrobiótica. Teremos também disponível, para os intervalos, café e chá bem como bolinhos, frutas e frutos secos.

Pedimos que tragas o teu prato, copo, talheres e prato de sobremesa!

Investimento Ético – Curso + Livro de conteúdos + alimentação biológica

80,00 €
60,00 € para sócios da ART
30,00 € para desempregados (3 vagas)

O que trazer:

Boa energia!
Lápis de cor, canetas, papel de rascunho e um marcador com a tua cor preferida.
Prato, copo, talheres e prato de sobremesa!
Se quiseres, traz também a tua garrafa de água e uma mantinha ou almofada para te sentires mais confortável.

O que Não trazer:

Má onda!!

Informações e Inscrições:

O Pagamento das inscrições deverá ser feito até ao dia 04 de Maio. Para informações sobre o modo de pagamento e outras questões entre em contacto:

E-mail transicao.telheiras@gmail.com

Telefone 217 568 103

Read Full Post »


Read Full Post »


Vai ser mais uma noite fantástica, cheia de partilhas, perguntas, duvidas, sorrisos, conversas, conhecimentos, e muito mais.
Pelo meio disto tudo, vai haver lugar para rifas.
Apareçam.

Read Full Post »


No passado sábado (dia 12) a ART abriu portas para uma experiência de oficina comunitária: ‘Vou fazer o meu saco’, lançada pelo grupo ‘Telheiras sem plástico’, da iniciativa.

Como assim, oficina comunitária?. Durante toda a tarde,  quem quisesse vir experimentar, aprender, recordar ou partilhar técnicas, materiais foi bem vindo!

O desafio era as pessoas trazerem as suas próprias máquinas, materiais e tecidos, e foi louvável ver 6 máquinas, algumas caixas de costura, ferros de engomar e pilhas de tecidos por lá: sem essa enorme boa vontade nada teria sido possível! Havia ainda uma mesa bem composta com um lanche partilhado, um estendal com alguns tipos de sacos e uma zona de pintura com stencil. Havia também um excelente tutorial, para podermos seguir um modelo de saco, se quisessemos.

z

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi uma tarde divertida, por lá passaram +/- 25 senhoras e senhores, jovens e crianças (sobretudo senhoras!). Na sua maioria telheirenses, mas também pessoas das iniciativas de transição de Cascais e Linda-a-Velha. Muitos saíram mais cedo ou chegaram mais tarde para se juntar à manifestação, trazendo boas notícias e bom ambiente!

No meio do convívio, lá conseguimos fechar alguns ciclos: entreajuda entre gerações e reaproveitamento de tecidos em “fim de vida”. E claro, ficar com um saco para ir ao pão ou às compras e poder dizer «não quero saco, obrigado». E o saco é só um começo.

Alguns levaram o seu saco para casa, outros optaram por deixá-lo para um sorteio por rifas no dia 30 de Março. Como tem sido hábito, última 4ª feira do mês = noite em transição na biblioteca, desta vez com o tema dos plásticos. E com sorteio de saco do pão e outras surpresas! (mais info brevemente)

Uma vez mais, sem o empenho, força e boa vontade dalgumas pessoas, esta tarde não teria sido possível! As máquinas, os tecidos, as linhas, a comida, as fotografias, a partilha, a música, o cartaz, a divulgação, toda a preparação semanas antes!

Quem tiver curiosidade e interesse neste grupo ‘Telheiras sem plástico’, mande email para se juntar, ainda somos poucos, e quantos mais somos, mas fácil se torna!

Read Full Post »


Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: